Trabalho

"À imitação de Cristo, que em Nazaré quis trabalhar com as próprias mãos, e acatando as disposições da Regra, as monjas submetam-se de bom grado à lei comum do trabalho, partilhando da condição dos pobres, ganhando com esforço o necessário à vida e pondo a serviço das Irmãs suas energias e qualidades, conscientes de que, também através do trabalho, associam-se à obra redentora de Cristo" (Constituições, 37).

"Cada uma trabalhe para ganhar o pão para as outras. Tenham grande apreço pelo que diz a Regra: 'quem quiser comer, deve trabalhar', como fazia São Paulo”(Constituições primitivas de Santa Teresa de Jesus, 24)